Make your own free website on Tripod.com

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais
Superintendência Regional de Ensino Metropolitana B

Núcleo de Tecnologia Educacional - NTEMG1

 


Conheça um pouco sobre os Programas - Central de Informática e ProInfo

 

1. Salas de Informática nas Escolas

2. Programa Central de Informática

2.1 Participaram do Programa

2.2 O treinamento

2.3 Seleção das Empresas

2.4 Contribuições

2.5 Equipamentos e Softwares

3. Programa Proinfo 

4. Escolas contempladas com laboratório de Informática

 


       1. Histórico do Programa Salas de Informática nas Escolas

 

"São dois os programas que implantaram salas de informática nas escolas: o Programa Central de Informática (1996) e o Programa Nacional de Informática – ProInfo(1997). Que são completamente opostos em termos de filosofia e proposta.

O primeiro se preocupou em atender escolas do ensino médio, para treinar instrumentalizando, em informática, alunos, em fase final de escolarização. A preocupação era voltada para o mercado de trabalho, proporcionando ao aluno algum conhecimento que fosse útil em sua inserção ao mundo do trabalho.

Por incrível que possa parecer a primeira proposta tem pouco de educacional mas foi a que mais cumpriu seu objetivo. Treinou alunos, em Belo Horizonte – 14.951 alunos emitindo certificados, em 114 salas.

O ProInfo capacitou, em Belo Horizonte, 80 professores até o anos de 2001. E pelo que percebemos não conseguiu ainda com essa capacitação mudar a forma de trabalho do professorado. 

Topo Página

 

2. Histórico do Programa Central de Informática

 

A Secretaria da Educação de Minas Gerais – SEE /MG com o objetivo de instrumentalizar em níveis básicos alunos das escolas públicas em informática e partindo da premissa de que, na atualidade, essa se tornou uma habilidade essencial para oportunidades de inserção no mercado de trabalho, implantou, em 1998, o Programa de Informática Instrumental.

A viabilização deste Programa foi possível com a descentralização de recursos para que a escola adquirisse sua "Central de Informática". Foram disponibilizados recursos para 644 escolas no Estado, e, cada sala, contou com 1 servidor e 10 estações de trabalho, além do mobiliário e material de consumo necessários à realização dos cursos.

Foi assinado um convênio de Cooperação técnica nº 62.1.3.1424/98, pelo Srs. Governador do Estado, Secretário de Estado da Educação e o Presidente da Companhia de Processamento de Dados de Minas Gerais - PRODEMGE que permitiu a operacionalização do Programa de Treinamento em Informática Instrumental.

A intenção foi de capacitar os alunos do nível médio da rede estadual. Nos casos onde não fosse possível formar turmas apenas com alunos foram aceitos alunos do ensino fundamental, professores, funcionários das escolas e outras pessoas da comunidade local, nesta ordem de prioridade, até que se obtivesse um número mínimo de alunos para o início do curso.

A PRODEMGE, por sua vez assinou um Termo de Cooperação Mútua, não oneroso, com a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa - FUNDEP, no qual esta se responsabilizava pela seleção das empresas prestadoras de serviço, acompanhamento do programa, elaboração de contratos com as empresas que prestaram o treinamento, com a Caixa escolar além da entrega do material didático e certificados. A FUNDEP também se encarregou de acompanhar os cursos de acordo com padrões de qualidade definidos pela Secretaria de Educação e PRODEMGE.

 

Topo Página

 

2.1 Participaram do programa, tendo como principais funções:

  • Secretaria de Estado da Educação, por meio da Superintendência de Modernização e Informática - SMI e da Superintendência de Coordenação da Revisão do Ensino Médio. A SMI cedeu seus cadastros com a relação de Escolas e Caixas Escolares e forneceu o apoio logístico naquilo que necessário durante a vigência do Programa. À Coordenação de Revisão do Ensino Médio coube a gestão efetiva do programa, orientação às escolas, apoio logístico e operacional, aprovação da ementa do treinamento, acompanhamento do programa, apoio à PRODEMGE e FUNDEP, acompanhamento junto às escolas, e atividades necessárias ao seu bom andamento.

  • FUNDEP – seleção de empresas feita por meio de processo amplo, ao qual foi dado a devida publicidade, através da divulgação via entidades de classe (Assespro, Sucesu e Fumsoft) e publicação no Diário Oficial e jornais de grande circulação. Contratação de empresas de treinamento, gestão de contrato com Caixas Escolares, controle de matrículas, pagamento às empresas, gestão operacional do relacionamento entre os envolvidos e avaliação da qualidade do treinamento ministrado.

  • PRODEMGE – Gestão do Programa em conjunto com a SE.E. , emissão de certificados de conclusão e cessão do direito de uso do material didático(apostilas).

  • As três empresas selecionadas – TREND, Infoway e Multicoop.

Topo Página

 

2.2 O Programa de treinamento

 

O Programa de treinamento foi constituído de 4 módulos, sendo eles: Windows, Word, Excel e Power Point, cada um com carga horária de 20 horas aula. Sendo que a carga horária diária de cada aula, de Segunda-feira a Sexta-feira, era de 2 horas, sendo a duração do curso de 40 dias úteis.

 

2.3 Seleção de Empresas de Treinamento

 

CHAMADA DE INTERESSADOS NAC/3346/01

Por ter a FUNDEP, experiência no gerenciamento de atividades relacionadas com o ensino e a pesquisa, foi firmado um termo de cooperação mútua entre ela e a PRODEMGE no qual foi atribuído à primeira a gestão operacional do programa.

Para melhor operacionalização do Programa o Estado de Minas Gerais foi dividido em 6 macro regiões, compondo lotes sob os quais foi aberta chamada de interessados para contratação, por menor preço, de serviços de treinamento em informática. A montagem desta chamada e os critérios de classificação dos postulantes obedeceram, rigorosamente, aos requisitos da Lei 8.666/93. Os lotes foram distribuídos às 3 empresas ganhadoras de acordo com as propostas apresentadas.

As Escolas do município de Belo Horizonte foram distribuídas nos diversos lotes como forma de compensar o grau de dificuldades nos municípios mais carentes. Esta divisão foi feita pela SEE/MG.

 

Topo Página

 

2.4 Contribuições  dos Alunos

 

O teto de contribuição ficou definido em R$ 38,00, por aluno, que poderiam ser efetuados em até duas parcelas de R$ 19,50. De cada contribuição R$ 5,00 foram destinados às caixas escolares para manutenção das salas e dos equipamentos. O restante foi destinado ao pagamento da FUNDEP e empresas de treinamento.

 

Topo Página

 

2.5 Processo de Aquisição dos Equipamentos

 

As escolas receberam orientações para efetuarem tomada de preços com no mínimo 3 empresas, para clareza do processo.

Os bens foram definidos como:

  • Computadores: Um servidor de rede Pentium 133 MHz, com 32 Mb de RAM, Fax-Modem e CD-Rom;

  • Dez estações de trabalho Pentium 133 Mhz, com 16 Mb de RAM;

  • Uma impressora matricial;

  • Uma impressora jato de tinta colorida;

  • Um Smart-hub de 12 portas;

  • Onze estabilizadores de 1 Kva;

  • Todo o material necessário à aquisição física e lógica da rede (cabos, conectores etc.);

  • Serviços de instalação da rede.

Softwares

 

Foram adquiridos um conjunto de programas para controle do computador, edição de texto, planilha eletrônica, banco de dados e detecção de vírus:

  • Windows 95 pré-instalado em todas as máquinas, devidamente documentado e com respectiva licença e já incluso no preço dos computadores;

  • Uma cópia do software Office Pró For Windows com licença para utilização em rede de onze usuários. Este software contém os programas Word for Windows, Excel e Access;

  • Uma cópia do software Norton Antivírus com licença para utilização em rede de onze usuários.

As escolas também receberam orientações da SEE/MG quanto ao local de instalação das salas, quadro de distribuição elétrico, alimentação da carga e aterramento, como também planilhas contendo especificação técnica de todos os equipamentos e plantas baixa da sala, planta da rede elétrica e lógica.

Topo Página

 

3. Breve relato sobre o Programa ProInfo 

 

Com uma proposta inovadora e transformadora de uso do computador em educação o programa tem seu ponto principal na capacitação de professores que atuam em escolas. Nesta capacitação a atuação do professor não se limita a fornecer informações aos alunos. O computador pode ser um transmissor de informações muito mais eficiente do que o professor. Cabe ao professor assumir a mediação das interações professor-aluno-computador de modo que o aluno possa construir o seu conhecimento em um ambiente desafiador, onde o computador auxilia o professor a promover o desenvolvimento da autonomia, da criatividade, da criticidade e da auto-estima do aluno.

Nesta proposta o aluno deixa de ser o receptor de informações para tornar-se o responsável pela aquisição de seu conhecimento, usando o computador para buscar, selecionar e inter-relacionar informações significativas na exploração, reflexão, representação e depuração de suas próprias idéias segundo seu estilo de pensamento. Professores e alunos desenvolvem ações em parceria, por meio da cooperação e da interação com o contexto, com o meio ambiente e com a cultura local.

O ProInfo é um programa educacional que visa à introdução das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação na escola pública como ferramenta de apoio ao processo ensino-aprendizagem.

Em linhas bem gerais nesse programa o Estado de Minas criou 20 Núcleos de Tecnologia Educacional - NTEs -, o MEC forneceu em primeira instância 263 salas para escolas estaduais e municipais do Estado. Formou 126 professores multiplicadores especialistas em informática aplicada à educação.

Esses especialistas são os responsáveis pela formação de facilitadores, ou seja professores das escolas, que são atualmente responsáveis pelas disseminação da cultura de informática aplicada a educação. Em Belo Horizonte foram treinados 80 professores facilitadores até 2001.

Quanto a forma de treinamento de professores também foi divido em módulos sendo: Windows, Word, Excel, Power Point e Internet em uma abordagem de construção de projetos. A metodologia para o desenvolvimento dos módulos está toda pautada na pedagogia de projetos".

(Beatriz Costa, 2001)

Topo Página

 

4. Escolas Contempladas nos Programas: Central de Informática e ProInfo

 

Lista de Escolas contempladas com as "Centrais de Informática" em Belo Horizonte

E.E.  CÂNDIDA CABRAL

E.E.  DOM CABRAL

E.E.  PRINCESA ISABEL

E.E.  SÃO RAFAEL 290897

E.E.  DEP ILACIR PEREIRA LIMA

E.E.  CANDIDO PORTINARI

E.E.  PROF ALISSON PEREIRA GUIMARÃES

E.E.  ÁLVARO LAUREANO PIMENTEL

E.E.  DOMINGAS MARIA DE ALMEIDA

E.E.  DELFIM MOREIRA

E.E.  MAURICIO MURGEL

E.E.  DO INST AGRONÔMICO

E.E.  PROF GUILHERME AZEVEDO LAGE

E.E.  DONA AUGUSTA G NOGUEIRA

E.E.  PROF CAETANO AZEREDO

E.E.  MIN ALFREDO VILHENA VALADÃO

E.E.  ANA DE CARVALHO SILVEIRA

E.E.  CARMO GIFFONI

E.E.  DR AURINO MORAIS

E.E.  PROF CLÁUDIO BRANDÃO

E.E.  PROF CLOVIS SALGADO

E.E.  N SRA APARECIDA

E.E.  JOSE BONIFÁCIO

E.E.  CECÍLIA MEIRELES

E.E.  CELSO MACHADO

E.E.  DR LUCAS MONTEIRO MACHADO

E.E.  PROF FRANCISCO BRANT

E.E.  ODILON BEHRENS

E.E.  PROF LEON RENAULT

E.E.  OLEGÁRIO MACIEL

E.E.  ORDEM E PROGRESSO

E.E.  PERO VAZ DE CAMINHA

E.E.  PROF JOSE MESQUITA DE CARVALHO

E.E.  DR SIMÃO TAMM BIAS FORTES

E.E.  MARIA DE LOURDES DE OLIVEIRA

E.E.  PROFA FRANCISCA MALHEIROS

E.E.  PRES ANTONIO CARLOS

E.E.  STO AFONSO

E.E.  AFONSO PENA

E.E.  TEC IND PROF FONTES

E.E.  PRES DUTRA

E.E.  SANTOS ANJOS

E.E.  PROF HILTON ROCHA

E.E.  HENRIQUE DINIZ

E.E.  ISABEL DA SILVA POLCK

E.E.  BERNARDO MONTEIRO

E.E.  PEDRO AMÉRICO

E.E.  GOV MILTON CAMPOS

E.E.  PRES TANCREDO NEVES

E.E.  CRISTIANO MACHADO

E.E.  PROF PEDRO ALEIXO

E.E.  PE JOÃO BOTELHO

E.E.  ENG FRANCISCO BICALHO

E.E.  ASSIS CHATEAUBRIAND

E.E.  CAMINHO A LUZ

E.E.  PROFA AMÉLIA DE C MONTEIRO

E.E.  WALT DISNEY 280198

E.E.  PE MATIAS

E.E.  DR PAULO DINIZ CHAGAS

E.E.  PROFA BENVINDA DE CARVALHO

E.E.  DES MARIO GONÇALVES MATOS

E.E.  KENNEDY

E.E.  PROF LEOPOLDO DE MIRANDA

E.E.  PROFA MARIA DO SOCORRO ANDRADE

E.E.  LUIS PESSANHA

E.E.  OLÍVIA PINTO DE CASTRO LEITE

COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG

E.E.  CEL JUCA PINTO

E.E.  LUIZ DE BESSA

E.E.  TITO FULGÊNCIO 

E.E.  MADRE CARMELITA 

E.E.  MAESTRO VILLA LOBOS 

E.E.  PROF MORAIS

E.E.  AUGUSTO DE LIMA

E.E.  DES RODRIGUES CAMPOS

E.E.  FLAVIO DOS SANTOS

E.E.  PAULO DAS GRAÇAS DA SILVA

E.E.  PROFA MARIA AMÉLIA GUIMARÃES

E.E.  BARÃO DE MACAÚBAS

E.E.  DIVINA PROVIDENCIA

E.E.  MARIA LUIZA MIRANDA BASTOS

E.E.  JUSCELINO K DE OLIVEIRA

E.E.  CARLOS DRUMONND DE ANDRADE

E.E.  CEL MANOEL SOARES DO COUTO

E.E.  GETULIO VARGAS

E.E.  MENDES PIMENTEL

E.E.  DO BAIRRO STA AMÉLIA

E.E.  PROFA MARIA MUZZI GUASTAFERRO

E.E.  DONATO WERNECK DE FREITAS

E.E.  JOSE HEILBUTH GONÇALVES

E.E.  DJANIRA RODRIGUES DE OLIVEIRA

E.E.  MARIA CAROLINA CAMPOS

E.E.  PROFA MARIA BELMIRA TRINDADE 

E.E.  ADALBERTO FERRAZ

E.E.  JOÃO PAULO I

E.E.  PEDRO FRANCA

E.E.  BARÃO DO RIO BRANCO

E.E.  PEDRO II

INST DE EDUCACAO DE MINAS GERAIS

E.E.  PROF RICARDO DE SOUZA CRUZ

E.E.  ESTEFANIA MENDONÇA UCHOA

E.E.  GERALDO JD LINHARES

E.E.  SAGRADA FAMÍLIA II

E.E.  PE JOÃO BOSCO PENIDO BURNIER

E.E.  CEL FULGÊNCIO

E.E.  ANTENOR PESSOA

E.E.  PASCHOAL COMANDUCCI

E.E.  AFRÂNIO DE MELO FRANCO

E.E.  PROF BOLÍVAR DE FREITAS

E.E.  ARI DA FRANCA

E.E.  PROFA INÊS GERALDA DE OLIVEIRA

E.E.  SANTOS DUMONT

E.E.  TRÊS PODERES

E.E.  DEP MANOEL COSTA

 

 

 

Lista das escolas contempladas com Salas de Informática - ProInfo em Belo Horizonte - 1ª etapa

COLÉGIO IMACO COLÉGIO MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE

COLÉGIO MUNICIPAL MARCONDES

E.M. GERALDO TEIXEIRA DA COSTA

E.M. GOV. CARLOS LACERDA 

E.M. HILDA RABELO MATTA

E.M. MESTRE ATAÍDE

E.M. OSWALDO CRUZ 

E.M. TABAJARA PEDROSO

E.E.  CARLOS GÓES

Lista das escolas contempladas com Salas de Informática - ProInfo em Belo Horizonte - 2ª etapa

CIAC EM LUCAS MONTEIRO MACHADO

E.E.  CAIO NELSON DE SENA 

E.E.  CAMINHO A LUZ 

E.E.  CARVALHO DE BRITO

E.E.  CEL. VICENTE TORRES JUNIOR

E.E.  GERALDINA ANA GOMES

E.E.  JOSÉ ISIDORO DE MIRANDA

E.E.  MENINO JESUS DE PRAGA

E.E.  PANDIA CALÓGERAS

E.E.  PROF AFFONSO NEVES

E.E.  PROF.ª MARIA COUTINHO

E.E.  SÍRIA MARQUES DA SILVA

E.M. JOÃO DO PATROCÍNIO

E.M. PROFª MARIA ALCIDA TORRES

E.M. ULISSES GUIMARÃES

Topo Página