Make your own free website on Tripod.com

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais
Superintendência Regional de Ensino Metropolitana B

Núcleo de Tecnologia Educacional - NTEMG1

Principal

Histórico Downloads


A Inclusão Digital nas Escolas de Minas


Histórico

Para a inclusão do computador nas escolas, o governo estadual, em parceria com o governo federal (Proinfo - Mec), criou um projeto de informática na educação, cujo objetivo é viabilizar o acesso à informática aos professores e alunos das escolas públicas.

 

"O Programa de Informática na Educação (Proinfo), que vem sendo desenvolvido em todo território nacional, tem, na preparação de recursos humanos - os professores, sua principal condição de sucesso. Os professores são capacitados em dois níveis: multiplicadores e de escolas. O professor-multiplicador é um especialista em capacitação de professores (de escolas) para o uso da telemática em sala de aula: adota-se, no programa, portanto, o princípio professor capacitando professor".

 

Para a operacionalização deste projeto, em 1998 foi criada a seguinte estrutura:

  • Comissão Estadual;

  • Comissão Executiva;

  • Núcleo de Tecnologia Educacional;

  • Salas de Informática.

Os NTEs (Núcleos de Tecnologia Educacional), em nosso estado, são 20 (vinte), dos quais 10 (dez) foram instalados em fevereiro de 1998, e os outros em agosto de 1999. São compostos por professores efetivos da rede pública estadual e municipal, os quais atuam como professores - multiplicadores nos núcleos de tecnologia educacional, desde sua implantação, sob o regime de autorização especial, como docentes, através dos atos baseados nos termos do art. 90, inciso III, da lei 7.109, de 13.10.77, assinados pelo Exmo. Sr. Secretário de Estado de Educação.

 

Os professores-multiplicadores, que atuam nos NTEs, têm como principais funções:

  • A capacitação de professores facilitadores;

  • Apoio pedagógico às escolas públicas;

  • Suporte na elaboração e execução de projetores pedagógicos nas escolas públicas;

  • A interlocução entre Escolas, Secretaria, SRE, no monitoramento e avaliação do projeto.

O ProInfo fez parceria com todos os estados brasileiros, dando autonomia a cada um deles, de implantar seu próprio programa de informática na educação. A Proposta de Educação Mineira, Escola Sagarana, no seu capítulo 5 – A Educação de Minas no Século XXI, no item 5.21 – Programa de Informática na Educação, diz:

 

"OBJETIVO: Introduzir e desenvolver o uso de tecnologias informacionais nas escolas da rede pública, estimular a implantação de novas metodologias de ensino e a formação técnica e tecnológica de alunos e professores com o uso de recursos informacionais."

 

METAS: Implantar 2 mil novas centrais e laboratórios de informática nas escolas estaduais e municipais, capacitar professores para o uso da informática na educação, informatizar as escolas propiciando sua modernização administrativa e a formação técnica de estudantes e membros da comunidade para uso, programação, manutenção e montagem de sistemas operacionais e equipamentos.

 

ESTRATÉGIA: Parceria com o Ministério da Educação, Prefeituras Municipais e entidades comunitárias para equipar as escolas e qualificar professores-multiplicadores.

 

PARTICIPANTES: Escolas Estaduais e Municipais.

 

AÇÕES: "Ampliar e dinamizar a atuação dos Núcleos de Tecnologia Educacional, ampliar a abrangência do programa para priorizar o atendimento àquelas localidades em regiões periféricas e que atendam populações mais pobres."

 

Os Núcleos de Tecnologia Educacional mineiros vêm desenvolvendo um trabalho de capacitação em informática aplicada à educação não só com professores, mas também com especialistas, diretores, vice-diretores, alunos e funcionários das SREs.

 

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, através do Decreto Nº 42.062 de 30/10/2001, atribui competências às diversas diretorias sobre a utilização e inserção das Tecnologias de Informação e Comunicação dentro da sua nova organização.

 

Página Principal